Seguidores

Siga por Email

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

INU NASSIONAU NO SÉC. XXI



NÃO AGUENTEI ESSA NOVA GRAMATICA QUE VIVE EM NOSSA INTERNET E REESCREVI NOSSO HINO NACIONAL ATUALIZADO.

CUIDADO, ASSIM QUE SEUS FILHOS ESCREVEM

INU NASSIONAU

Letra: Joaquim Osório Duque Estrada se vivesse no séc. XXI 

Atualizado ortograficamente em conformidade com a Nova Gramática do Internetês e da Gíria Brasileira (AFFF!!!!!)

PART 1

Maneh ouviu 1 parada lá na bera du rio Ipiranga
1 gritu di ixtrondo di 1 povo manero,
I u sol soltinho, com 1 brilho purpurinadu,
Pipocou nas altura da terrinha agorinha.

E a vera dessa parada de manu tudo igual
Nois pegamu na marra, no muke,
Nus teu peito, oh safada liberada,
Joga no tatame ke nois finaliza até dixtrui.

Oh Terrinha natal, ficante,
Maneirinha,
Eh nois, eh nois!

Brzil, alucinaçaum da porra, 1 xoque sinistru
Soh d lovi e na ixpera, kai no xaum aki di caza,
Lah naix altura firmz, moxtrantu us dent nus trink
A figura azul da Rapoza diz, jah é.

Bixao sinistru di grandi di naxenssa,
Eh da ora, forti pra caraio, tem medu di nada naum,
I la na frenti vai ve essa parada gigantandu.

Terra kerida,
Nu meio das outra,
Eh tu, eh nóis, brzil
Oh terrinha natal, ficante!
Dus manu aki tu eh a mamy,
Terrinha manera,
Brzil!

PART DOIX

Morgadu pra sempri na estera brilhanti,
Ouvindu u funk du mar nu brilhu du fundao du ceu.
Pipoca, eh nois Brzil, maior das america,
Nu bronze du novu pedassu!

Na terrinha, forti pra kct,
us belo matu, alegri, tem uma porrada de florzinha,
"Nossus bosk tem maix vda",
"Nossa vda", bati nus peito, "maix lovi, so lovi, so lovi"

Oh Terrinha natal, ficante,
Maneirinha,
Eh nois, eh nois!
Brzil, simbalo de S2 pra sempri
Segura a parada da bandera xeia de ixtrelinha
E diz ai na folha verdi dssa banderinha
- "Paix na frenti i vitoria la atrax."

Ja eh, maix se eh pra meter o kct,
Tu vai ve qui mane num corri da raia,
Nem caga nu pau, quem ti ama inte morre.

Terra kerida,
Nu meio das outra,
Eh tu, eh nóis, brzil
Oh terrinha natal, ficante!
Dus manu aki tu eh a mamy,
Terrinha manera,
Brzil!

quarta-feira, 26 de junho de 2013

PÁTRIA AMADA ACORDADA, SALVE!



As margens do Ipiranga não são mais plácidas, nem límpidas, quiçá vivas, acho que nem mesmo isso mais, são...
Mas nosso povo brada retumbante, abundante e sim, ainda é heróico, apesar do sol brando da liberdade estar sendo encoberto por nuvens opressoras e repressoras, 'inda vemos vivos e límpidos os raios quentes e insistentes da esperança.
Se ainda não há igualdade em nosso penhor, ainda há luta em nosso braço forte para consegui-la, ainda que tardia.
A liberdade de teu povo e o amor do peito de cada filho teu revigora até a hora da justiça reinar, mesmo que a custa da própria morte.
Pátria,
Amada,
Idolatrada,
Acordada,
Revigorada,
Salve-Nos
Salve-Se
Salve!
FABIANA GUARANHO

Não vai embora ainda



Deixe um comentário, por favor!

aMiGoS Que Me NaVeGaM Na eSFeRa

CHEGOU O PORTAL DE COMUNICAÇÃO DE ARQUITETOS, ENGENHEIROS E AFINS

VISITEM O POENARCO.
O PORTAL DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E CONSTRUÇÃO.

ShareThis