Seguidores

Siga por Email

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Florença a Cidade que Respira Arte

Tão pouco tempo.
Tão imensa beleza.
Tão ilustres habitantes incrustados em suas paredes de pedra e arte.
Como conhecer Florença sem se encantar com suas belas obras?

Impossível, mesmo os menos culto, artisticamente falando, conseguem passar incólume por tanta informação e arte incrustadas em 105 km2 de charme.Uma cidade que não pode ficar de fora de qualquer roteiro turístico.
Se você já ouviu falar e sempre quis conhecer Roma, Veneza, Milão, e nunca se preocupou em pensar em Firienze (em italiano), esqueça está idéia rústica.
Não quero dizer que não devas conhecê-las, são sim locais belíssimos e merecedores de todos os olhares, porém não exclua a mais charmosa de todas.Não deixe de ir a região Italiana da Toscana.
Florença.
Berço do Renascentismo Italiano, por onde em suas ruas de pedras pisaram pés mortais de gênios como Leonardo da Vinci, Michelangelo, Dante Alighieri, Filippo Brunelleschi, Nicolau Maquiavel, dentre outros.
Obras arquitetônicas góticas da primeira renascença italiana similares e únicas como a Basílica di Santa Maria del Fiore (Santa Maria das Flores) de Brunelleschi, e o Campanário (Giotto) são imperdíveis.
O Baptisterio de San Juan(Batistério de São João) com oito lados iguais que simbolizam os oito dias (en latín: octava dies), o tempo para a Ressurreição de Cristo, possuí uma das mais bela obras do escultor Lorenzo Ghiberti -1452, toda em ouro que representam cenas do Antigo Testamento, tão bela que ao vê-la Michelangelo emocionado lhe deu o nome de Puerta del Paraíso(Porta do Paraíso).
Hoje estão as originais protegidas no Museu dell'Opera del Duomo (Museu da Catedral), sendo este também uma visita imperdível, local onde por cerca de 1500 Michelangelo usando um bloco de mármore esquecido e usado transformou-o no notável David.
Encontramos várias obras célebres, como por exemplo La Madalena Penitente, em madeira, de Donatello, Pietá de Michelangelo, Bonifacio VIII de Arnolfo di Cambio, Battesimo di cristo de Andrea Sansovino, que são as esculturas originais que ficavam acima da Porta do Paraíso do Batistério de San Juan.
A Basilica di Santa Croce (Basílica da Santa Cruz), uma obra franciscana, e que diz a lenda foi erguida pelo próprio São Francisco de Assis, guarda restos mortais de intelectuais e artistas da época, como os citados acima Michelangelo, Alighieri, Maquiavel, Galileu, Ghiberti, Rossini, Donatello, assim como a escultura sobre o túmulo de Giovanni Battista Niccolini, feita pelo escultor Pio Fedi que historiadores citam como a inspiração a Estátua de Liberdade.
O Palazzo Vecchio (Antigo Palácio) , guarda obras inspiradoras em seu inteiror, assim como à sua frente na Piazza della Signoria (Praça da Honra) onde encontramos esculturas tais como a cópia de David de Michelangelo, Hércules e Caco de Baccio Bandinelli e a Fontana del Nettuno obra de Bartolomeo Ammannati.
Não custa lembra que a tão inebriante obra de Michelangelo o David original , também está em Florença, protegida entre cúpulas de vidro no Museu da Galleria dell'Accademia (Galeria da Academia de Belas Artes de Florença).
Ao lado do Palazzo Vecchio está a Loggia della Signoria, um edifício gótico com a presença de arcos que antecipam o estilo renascentista, construída originalmente para ser uma varanda articulada para a multidão durante as cerimônias oficiais da República Florentina, hoje nos contempla como um verdadeiro museu aberto donde encontramos obras como o Perseu e Medusa de Benvenuto Cellini, o Ratto delle Sabine de Giambologna e outros.
Por estas obras e tantas mais, nos sentimos banhados de cultura por caminhar dentre as ruas de pedras florentinas.
Como disse antes, tão pouco tempo para descrever tantas belezas encantadoras, porém não posso deixar de citar a talvez mais conhecida pela maioria dos viajantes, a Ponte Vecchio, o símbolo da cidade, uma ponte medieval sobre o Rio Arno, a mais antiga da Europa que alberga lojas e mercadores até os dias de hoje.
Me perdoem, se omiti grandes obras, grandes artistas, grandes arquiteturas, porém acostumem-se, em Florença, um dia só não basta, um relato só não conta, uma visão só não enxerga, uma lente apenas não capta, uma mente só não armazena, em um tempo só não se contemplam todas as imagens que nos assaltam a cada passo.
Acostumem-se a ter que voltar a Florença.
Muitas vezes.

Um comentário:

Obrigada pelo comentário.Voltem sempre.

Não vai embora ainda



Deixe um comentário, por favor!

aMiGoS Que Me NaVeGaM Na eSFeRa

CHEGOU O PORTAL DE COMUNICAÇÃO DE ARQUITETOS, ENGENHEIROS E AFINS

VISITEM O POENARCO.
O PORTAL DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E CONSTRUÇÃO.

ShareThis