Seguidores

Siga por Email

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Guia da construção verde: Economia de água

Guia da construção verde: Economia de água
Postado em Arquitetura e EcoDesign em 08/01/2010 às 17h30


capa.jpg

Que a água é um recurso essencial para a vida na terra e que ela está sendo utilizada de forma irresponsável por boa parcela da população mundial, isso todo mundo já sabe. Mas mudar esse cenário pode começar dentro de nossas casas. Nesse guia você encontrará dicas de como reduzir seu consumo de água a partir de medidas simples que podem ser adotadas hoje, em qualquer residência.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cada pessoa precisa de 40 litros de água diariamente para atender as suas necessidades de consumo e higiene. No entanto, nos grandes centros urbanos do país e em cidades com mais de 120 mil habitantes, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros por dia.

Aqui no Brasil, o uso doméstico é responsável por 18% do consumo de água do país. Em uma casa com quatro moradores fixos, o consumo de água do chuveiro, vaso sanitário e cozinha podem chegar a mais de 70% do gasto total. Mas esses não são os únicos vilões do desperdício. Conheça algumas formas de racionalizar o uso da água e ajude a garantir o acesso das futuras gerações a esse recurso vital.

Banheiro

banheiro.jpg

Se tivéssemos que eleger um cômodo para reduzir o consumo de água, ele certamente seria o banheiro. Apenas a água utilizada pelo chuveiro e vaso sanitário corresponde a 47% do consumo total da família. Por isso, é importante prestar bastante atenção a essa parte da casa.

Banho curto. Um banho de ducha de 15 minutos, com o registro meio aberto, consome 135 litros de água. Se fechar o registro ao se ensaboar e reduzir o tempo para cinco minutos, o consumo cai para até 30 litros.

Menos água para escovar os dentes. Se uma pessoa escova os dentes em cinco minutos com a torneira não muito aberta, ela gasta 12 litros de água. No entanto, se ela molhar a escova e fechar a torneira enquanto escova os dentes e ainda enxaguar a boca com um copo de água, ela consegue economizar mais de 11,5 litros.

Descarga econômica. Se ainda estiver construindo sua casa, prefira as descargas com sistema de sucção a vácuo, capazes de economizar até 80% de água. Alguns modelos tradicionais mais modernos também são vantajosos, já que consomem apenas seis litros de água por acionamento (cerca de metade do consumo das bacias sanitárias antigas). Você ainda pode colocar uma garrafa PET cheia e fechada na caixa d’água para reduzir ainda mais o consumo.

Evite banheiras. Uma banheira consome cerca de 80 litros de água por banho. Por isso, evite instalar esses equipamentos no seu banheiro ou deixe para usá-las apenas em ocasiões especiais.

Chuveiros inteligentes. Instale um chuveiro com dispositivo econômico para reduzir a quantidade de água liberada durante o banho. Outra opção é instalar uma torneira única para misturar a água - isto ajudará você a encontrar a temperatura ideal mais rapidamente e evitará o desperdício. Você ainda pode instalar arejadores nos chuveiros e pias. Esse pequeno instrumento introduz bolhas de ar no jato d’água, reduzindo o consumo de água em até 50%.

Cozinha

cozinha.jpg

A cozinha é responsável por grande parte da água consumida em uma casa. Seja no preparo dos alimentos ou na limpeza das louças, muitos litros podem ser poupados com medidas simples. Confira:

Utilize o lava-louças cheio. O uso de uma máquina lava-louças pode ajudar a reduzir o gasto com água e detergente, mas isso só será vantagem se o equipamento estiver na sua capacidade máxima. Por isso, nada de ligá-la apenas para lavar alguns pratos e talheres – espere encher e lave tudo de uma vez.

Deixe de molho. Se não for possível comprar uma lava-louças, uma alternativa para economizar água é deixar as panelas e pratos de molho antes de lavar. Isso ajuda a soltar os restos de alimento e reduz o tempo de lavagem. Para economizar água, tampe o ralo da pia e encha-a de água. Coloque toda a louça na água, lave-a e só abra a torneira na hora de enxaguar.

Feche a torneira. Se você não tiver como deixar os pratos de molho, ao menos deixe a torneira fechada enquanto lava a louça e abre-a apenas para molha e enxaguar. Retirar o excesso dos alimentos antes de lavar também ajudar a reduzir o consumo de água. Lavar a louça com a torneira meio aberta durante 15 minutos consome 117 litros de água. Com economia o consumo pode chegar a 20 litros.

Lavanderia, jardim e quintal

jardim.jpg

Essa região da casa também é responsável por boa parte do consumo da casa, especialmente quando se trata de lavar roupa, regar as plantas ou limpar a calçada. Mas algumas medidas simples podem te ajudar a reduzir esses gastos.

Acumule antes de lavar. Só ligue a máquina de lavar quando ela estiver com a sua capacidade máxima. A lavadora de roupas com capacidade de cinco quilos gasta 135 litros de água a cada lavagem, por isso deixe para usá-la de uma vez só.

Regue as plantas pela manhã. Nesse horário a terra ainda está fria e as plantas absorvem mais a água. Ao molhar a terra quente, parte da água irá evaporar e você terá que usar mais água para conseguir o mesmo efeito.

Instale um gotejador. Esse sistema de irrigação molha as plantas de forma lenta, contínua e controlada e garante uma boa economia de água. Você pode montar um desses em seu jardim fazendo pequenos furos em uma mangueira e colocando-a próxima ao caule das plantas, de modo a umedecer continuamente as raízes.

Vassoura e balde. Na hora de lavar o carro ou a calçada, nada de mangueira. Prefira varrer o chão e usar um balde com água para limpar o carro. Dados do Instituto Akatu mostram que uma mangueira ligada por 15 minutos gasta 279 litros de água. Isto significa que se você usá-la uma vez por semana, mais de 14 mil litros de água vão para o bueiro da rua em um ano.

Cubra a piscina. Ao fazer isso, você evita que litros de água evaporem todos os meses. Uma piscina média exporta ao sol e ao vento tem uma taxa de evaporação de até 3.800 litros mensalmente. Com uma cobertura (encerado, material plástico), a perda é reduzida em 90%.

Aproveitamento de água

reaproveitamento.jpg

Aproveite o que vem do céu. A água da chuva é destilada, cai sem cobrar impostos e ainda permite que você deixe a água potável para outros fins. Um sistema de aproveitamento pode ser mais complexo e captar a água em calhas, passá-la por um filtro e armazenar na cisterna para ser bombeada e distribuída para a casa, ou mais simples, como uma caixa d’água ou balde deixados a céu aberto durante a chuva.

Fim dos vazamentos. O primeiro passo para aproveitar melhor a água da sua casa é eliminando todos os vazamentos. Um buraco de 2mm (um pouco maior do que a cabeça de um alfinete) em um cano desperdiça até 3.200 litros de água em um dia. Para controlar os vazamentos, vale a pena ficar de olho no relógio de água (hidrômetro), nos canos alimentados diretamente pela água da rua e pela caixa d'água e nos reservatórios subterrâneos dos edifícios.

Reaproveite a água. A água utilizada durante o banho pode servir para a descarga, a da máquina de lavar pode ser útil para limpar a calçada e a que foi usada para lavar as verduras pode irrigar o jardim. Se for possível, instale um sistema de reaproveitamento de água em sua casa, mas se não for, um balde comum pode fazer o serviço muito bem.

Um comentário:

  1. acho uma besteira tão grande este negócio de economizar água que me da vertigem. veja se a natureza economiza água, não né, então o que devemos fazer é não sujar a água devolve-la a natureza limpa, e a natureza nos devolverá ela novamente limpa.
    em alguns lugares sim devemos economiza-la mas para nosso conforto e recicla-la neste caso.
    economizar água jamais; devolve-la a natureza como foi encontrada é o que deve-se fazer.
    nada adianta economizar se o minimo que usamos é degradante a natureza.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário.Voltem sempre.

Não vai embora ainda



Deixe um comentário, por favor!

aMiGoS Que Me NaVeGaM Na eSFeRa

CHEGOU O PORTAL DE COMUNICAÇÃO DE ARQUITETOS, ENGENHEIROS E AFINS

VISITEM O POENARCO.
O PORTAL DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E CONSTRUÇÃO.

ShareThis